terça-feira, 25 de junho de 2013

Restaurante Angatu, em Tiradentes. Frescor e sabor numa experiência gastronômica memorável.

Não dá para ir a Tiradentes - MG sem almoçar pelo menos um dia no Angatu, um dos restaurantes mais deliciosos que tive o prazer de conhecer nos últimos tempos.

A graciosa rua do restaurante já parece prenunciar a delícia que está por vir! - Foto: Simone Catto

A fachada da casa é singela e agradável - Foto: Simone Catto

Com décor despojado e de bom gosto, a casa está 100% voltada para proporcionar ao cliente uma refeição memorável do início ao fim – pelo menos foi o que senti no dia em que lá estive para almoçar. O restaurante, a propósito, é superagradável na hora do almoço, sobretudo se você sentar a uma das mesas do fundo, com vista para uma bela paisagem. Tive sorte de conseguir uma delas e minha refeição ficou ainda mais gostosa!

Foto: Simone Catto

Os chefs trabalham, compenetrados... - Foto: Simone Catto

A vista de minha mesa, um verdadeiro deleite! - Foto: Simone Catto

No Angatu fiz questão de experimentar o couvert, que me pareceu especialmente gostoso por incluir itens diferenciados. Dito e feito. O couvert, para dois, é de uma delicadeza ímpar e saborosíssimo: vem com pães da casa, geleia de pimentão, pesto de tomates secos, caponata de jiló, mel, manteiga da casa e queijo do Serro Mineiro. 

Para acompanhar, pedi uma caipirinha de lima-da-pérsia feita com cachaça da roça. Estava ótima, e minha refeição não poderia ter se iniciado de forma melhor!

Dupla imbatível: o mimoso couvert (R$ 28, para duas pessoas) do Angatu e caipirinha de lima-da-pérsia - Foto: Simone Catto

Depois de degustar calmamente meu couvert e minha caipirinha em ótima companhia, chegou a hora de pedirmos nossos pratos. Nessa hora, fomos unânimes: optamos pelo filé mignon grelhado com molho béarnaise de manteiga de garrafa, batatas rústicas, farofinha de biju e amêndoas. Estava excelente. Ponto para o chef Rodolfo Mayer, que gentilmente deu uma passada em nossa mesa para checar se estava tudo a contento.

O filé mignon grelhado (R$ 52,) estava no ponto e combinou maravilhosamente bem com os acompanhamentos do prato. 
Foto: Simone Catto

Ao final, pulamos a sobremesa e fomos direto para o café, que é servido na mesa com um charmoso coadorzinho e vem acompanhado de um pequeno mimo gastronômico: um canudo de doce de leite do famoso Seu Chico, doceiro que há quase 50 anos adoça a vida de mineiros e turistas com seus quitutes do outro mundo. O final perfeito para arrematar uma refeição que foi puro deleite do início ao fim!

Além de saboroso, o café é servido com um "charminho" especial - Foto: Simone Catto

Nem preciso dizer que super recomendo o ANGATU para todo mundo que aprecia o melhor da cozinha brasileira gourmet! Fica na Rua Santíssima Trindade, 81, para cima da matriz de Santo Antônio. Tel.: (32) 3355-1391.

3 comentários:

  1. Lídia Aparecida Ferreira25 de junho de 2013 22:37

    Simone,eu sou suspeita para falar sobre o Angatu.Sou funcionária e fico encantada ao ver tamanho amor e dedicação dos cheffs,tudo é feito com muita dedicação,desde o cozimento à hora da montagem e finalização.Quando estamos juntos sempre conversamos não só sobre o alimento em sí,(que para mim é algo sagrado),mas também sobre o nosso estado de espírito,digo,do nosso sentimento ao manusear o alimento,pois tudo que sentimos é emanado para o ambiente e para o alimento e quando o cliente for degustar,aquela energia será absorvida por ele.Me considero uma pessoa privilegiada por trabalhar em um ambiente tão agradável,alegre e com pessoas maravilhosas como o Rodolfo ,a Ângela e um dos cheffs que é meu filho Carlos Henrique e também os garçons.O termo trabalar significa dar conforto ao próximo,fazer o outro feliz,por isso deixo aqui os meus parabéns ao Angatu por estar de portas abertas há um ano e por fazer inúmeras pessoas felizes!!
    Muito obrigada

    Lídia.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Lídia!
    Você tem razão, o alimento é mesmo algo sagrado e dá para sentir que no Angatu ele é preparado com todo o carinho e cuidado. Também acredito no poder da energia que depositamos em nossas ações (aliás, vejo isso inclusive ao cuidar de minhas plantas! rs...). Por isso, além do Rodolfo, que eu tive o prazer de conhecer, aproveito a oportunidade para dar os parabéns também a você, à Ângela, ao Carlos Henrique e a toda a equipe do Angatu. Um abraço e obrigada pelo comentário!
    Simone

    ResponderExcluir