terça-feira, 7 de agosto de 2012

Festival do Curry no Cantaloup. Um verdadeiro nirvana para o paladar.

Na semana passada, fui convidada a conferir o Festival do Curry no Cantaloup, um dos restaurantes mais cosmopolitas da cidade. Tive pelo menos três razões para aceitar correndo o convite. Primeira: ele veio de gente muito querida. Segunda: adoro curry. E terceira: o Cantaloup é conhecido pela qualidade de sua magnífica cozinha, que contempla o melhor da culinária de diferentes nacionalidades.

O meu prato, Lagostim com abacaxi e arroz basmati ao molho de leite de coco e curry: simplesmente dos deuses!
Foto: Simone Catto

Foto: Simone Catto

A vista de nossa mesa - Foto: Simone Catto

O curry, na realidade, não é um tempero só: ele é um mix de várias especiarias com sabor acentuado criado na Índia por volta do século XVII, mas, após espalhar-se pelo mundo, sua composição passou a variar de país para país. O curry que conhecemos no Brasil é uma versão mais amena do indiano, que leva coentro, cominho, cúrcuma, gengibre, pimenta-do-reino, cravo, feno-grego, cardamomo, noz-moscada, tamarindo, canela, manjericão e páprica. No Festival, o Cantaloup usou as versões indiana, tailandesa e japonesa do tempero.

Como entrada, optei pelo Camarão ao curry na miniabóbora. Temperado com curry na medida exata, estava delicioso - uma verdadeira iguaria! Como prato principal, escolhi o Lagostim com abacaxi e arroz basmati ao molho de leite de coco e curry. (O arroz basmati é um grão especial que cresce aos pés do Himalaia). Estava divino. Deu para perceber, claramente, as variações de sabor do curry de um prato para outro. Aliás, um detalhe digno de nota é que, apesar do sabor naturalmente pronunciado do tempero, os pratos continuaram extremamente leves. Segredos do chef!

Minha entrada, Camarão ao curry na miniabóbora - Foto: Janaína Vieira

Uma amiga optou, como entrada, pelo Fundo de alcachofra gratinado com sabayon de curry. Ela gostou muito, mas, ao experimentar um tiquinho do camarão na miniabóbora, achou mais gostoso! rs. Os outros pratos principais escolhidos foram a Galinha d’Angola confit com mashed potato ao curry e o Carré de cordeiro com quinoa e favas verdes ao molho de curry. Todo mundo se deliciou.  

O Carré de cordeiro com quinoa e favas verdes ao molho de curry - Foto: Janaína Vieira 

Só para constar: além dos pratos mencionados, o Festival incluiu, ainda, o Rolinho de Pato ao molho de tamarindo e curry, como entrada, e o Mignon de Porco com arroz pilão, castanha de caju e ameixa ao molho de curry como prato principal. 

Dá para imaginar que pratos à base de curry são difíceis de harmonizar com vinhos, mas, como fazia frio e não iríamos dispensar um bom vinho, pedimos a ajuda do sommelier. Ele nos sugeriu o excelente alentejano Dona Maria, que não "brigou" com os pratos - muito pelo contrário, contribuiu para valorizá-los.

O vinho é bom. Anote a safra: 2008 - Foto: Simone Catto

A carta de vinhos montada pelo sócio e enófilo Daniel Sahagoff tem mais de 540 rótulos de treze países diferentes. Aliás, o Cantaloup foi o primeiro restaurante de São Paulo a ter uma adega incorporada ao salão. Hoje é muito comum vermos adegas como um elemento decorativo à vista de todos, mas, anos atrás, isso era novidade. O Cantaloup foi pioneiro e, diga-se de passagem, o efeito fica muito bonito.

Note a adega pioneira ao fundo - Foto: Fernando Moraes

E já que estamos falando no décor, o projeto arquitetônico, de Arthur Casas, é de muito bom gosto. O fato de o espaço ocupar uma antiga fábrica de pães deve explicar o pé direito altíssimo e a amplitude do salão. O lugar, sofisticado, integra materiais naturais e rústicos, tais como madeiras nobres, tijolos de demolição e estruturas de ferro aparente, valorizados por objetos de design. 

Foto: Simone Catto

Logo à entrada, vemos um belo pátio de vidro com teto retrátil que tem uma fonte e uma lareira de pedras vulcânicas para os dias frios. Mesmo assim, acho que esse ambiente fica mais agradável no verão...

A entrada com a lareira de pedras vulcânicas - Foto: Simone Catto

O Festival do Curry terminou domingo, mas o menu do CANTALOUP tem muitas outras delícias que valem a sua visita. Afinal, não é por acaso que o restaurante continue firme e forte há quinze anos, incólume em meio a esse "abre e fecha" de tantas outras casas por aí. Vá lá: Rua Manuel Guedes, 474, Itaim Bibi – Tel.: 3078-3445 - www.cantaloup.com.br.

Um comentário:

  1. Belissima apresentacao dos pratos.....quero provar !

    ResponderExcluir